sou completa de delírios
se eu te contasse o que aconteceu
depois que você me abandonou
você não acreditaria
estranho estar num lugar que não se conhece a violência...

teu amor foi minha primeira experiência.
um meteoro cruzou o céu da rússia
do outro lado da linha do equador
um amor passava
e ninguém via
A Aurora Boreal
Os teus olhos
Todas as estrelas que contei e me esqueci
Voltar é sempre partir 
Para um novo lugar
já faz tanto tempo
tanta curva
tanto tempo faz
e é em você, meu amor, que descanso a vista.

quantas paisagens - prá esses olhos famintos -
hão de trazer esse amor?
'caminante! el camino se hace a caminar'.

rio
e caminho.

porque tu sabes que é de poesia minha vida secreta

h. hilst
g. continua se achando confusa demais enquanto r. acha que energias pesadas circulam pelos lugares.
b. não volta mais. eu não choro mais e nem creio no amor. naquele amor, digo. enquanto m. me observa e ri com os olhos emocionados. b. não me importa.

não escrevo mais porque minha poesia ainda não se esqueceu.