"toda vez que eu chamo
toda vez que eu penso
em lhe dar
o meu amor

meu coração
(pensa que não vai ser possível!)
de lhe encontrar
(pensa que não vai ser possível!)
de lhe amar"

eu amo você - tim maia

tenho feito muitas coisas e tenho conhecido muitas pessoas e tenho me cansado demais e tenho me amado mais e tenho bebido um tanto a mais e tenho sorrido muitos sorrisos e é sempre assim: nos momentos mais bonitos sempre penso em você: meu coração disritmado: meus olhos atentos: o abraço pronto: como se você fosse chegar. como se você estivesse aqui perto de mim. e é tão forte que eu posso sentir que de algum jeito você me sente: no exato momento em que na minha boca só cabe seu nome. e eu sei que você não vai se perder aqui em mim.

eu pensava que você ficar fosse a coisa mais bonita e feliz que poderia acontecer.
mas por que tão longe?
era melhor que tivesse partido e deixasse os meus sonhos de nós intactos, e eu viveria deles, me alimentando deles até que a estrada virasse curva e você desaparecesse de mim.
agora sempre a chance de você reaparecer, em qualquer esquina da cidade, n´algum vagão do metrô, sempre a chance: meus olhos não descansam mais de te procurar.

tenho feito muitas coisas e às vezes penso que tudo que faço é por você, não me entenda errado quando digo que faço por você, não é pra você que faço, é pra mim, mas em todo meu corpo, em tudo que sou agora tem você: desde que você apareceu eu sou você em mim.

como posso eu viver em paz sabendo que o amor-mais-bonito-que-me-aconteceu está tão perto de mim mas não ao meu lado? até quando devo esperar que chegue: mala bagunçada, cabelos embaraçados, coração aberto?
hoje eu só queria correr pros teus braços
.

tenho feito muitas coisas e essa carta é pra te dizer que mesmo que eu esteja fazendo muitas coisas seu espaço permanece, o seu espaço está aqui, ainda seu, todo seu. estou arrumando a vida a cuca o corpo o coração pra quando você chegar. por favor, não demore

Nenhum comentário:

Postar um comentário